quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

“ SINFONIA DE PARDAIS UMA HOMENAGEM A HERIVELTON MARTINS”



* Item de Colecionador *

SINFONIA DE PARDAIS... UMA HOMENAGEM A HERIVELTON MARTINS Era 1999 quando uma bela homenagem a um dos maiores compositores de todos os tempos de nossa musica popular brasileira chegou ao CD - e cá entre nós, bem que mereceria um registro em DVD... Mas enfim...

Graças à gravadora Som Livre, e ao seu Diretor na época João Araujo, a obra do compositor Herivelton Martins ganhou a voz de bambas de nosso cancioneiro, sacramentando de vez sua importância. Desde que criou o Trio de Ouro (que reunia Nilo Chagas e Dalva de Oliveira) nunca mais se viu tanto cuidado com a obra deste compositor.

Desde que a Rede Globo neste inicio de 2010 apresentou sua micro série televisiva “Dalva e Herivelton”, o Brasil vem sendo tomado pelo revival deste tempo encantado de nossa música, tratado pela serie de TV com tons muito mais amenos do que utilizou de fato em sua relação com a cantora Dalva de Oliveira, para aprender a gostar da obra de Herivelton é preciso separar o casal, pois os requintes de crueldade com que Herivelton tratou Dalva fizeram no amargar por décadas o ódio da população brasileira.

Mas como todo grande compositor é de fato reconhecido quando muito do tempo cronológico tenha passado, desde suas composições ao longo das ultimas décadas tem suas canções reafirmadas como únicas no cenário de grandes compositores que nosso pais possui.

Para este CD foram selecionadas treze canções de seu vasto arquivo e convocados para entoá-las um time de primeira da MPB, estão lá em ordem: Caetano Veloso, Beth Carvalho, Renata Arruda, Moraes Moreira, Ney Matogrosso, Leny Andrade, Paulinho Moska, Oswaldo Montenegro, Zeca Pagodinho, Maria Bethânia, Baby do Brasil e João Marcelo e José Carlos. Bem, as canções são: “Pensando em Ti”, “Camisola do Dia”, “Caminhemos”, “Culpe-me”, “Odete”, “Atiraste Uma Pedra”, “Praça Onze”, “Quarto Vazio”, “Cabelos Brancos”, “Nega Manhosa”, “Segredo”, “Ave Maria no Morro” e “Obe” (esta ultima mostrando-nos a religiosidade afro que acompanhou Herivelton Martins por toda sua vida).

Este trabalho contou com o apoio total da filha de Herivelton: Yaçanam Martins, e conta com depoimentos escritos no livreto de cada interprete convidado e é com o depoimento de Ney Matogrosso que fica a importância deste trabalho para a memória de nossa musica “... gravar Herivelton para mim é sempre um prazer e uma grande oportunidade.

Ele oferece a nos, intérpretes, a chance de exercício da sensibilidade ...” Por isso, é impossível não reverenciar este compositor que viveu seu tempo plenamente e ainda irradia sentimentos com suas composições.


video

Paulo Gonçalo dos Santos
Historiador / Pesquisador de MPB
paulogoncalo@uol.com.br

Andre L. M. Menezes
Revisão Afetiva

Nenhum comentário: