sábado, 11 de outubro de 2008

A ESTRELA LUCINHA LINS


Para falar do cd “Canção Brasileira” onde Lucinha Lins interpreta Sueli Costa lançado em 2002 pela gravadora Biscoito Fino é necessário que falemos um pouco da história desta personalidade das artes no Brasil. Sim, porque Lucinha já foi back vocal, bailarina, atriz, apresentadora de programas infantis e cantora de mão e voz cheia.

Para contar a sua história deixemos que a própria Lucinha Lins fale: ... Lucinha Lins costuma dizer que, na infância, queria ser bailarina. Depois, médica.E, mais tarde, queria mesmo era ser cantora. Na verdade Lucinha é um pouco disso tudo: nunca foi bailarina, mas dançou muito bem em vários espetáculos; não é doutora, mas pode ser considerada a médica da família; e a cantora ficou em segundo plano quando ela se tornou atriz.
Lúcia Maria Werner Vianna nasceu no Rio de Janeiro em 9 de março de 1953. Cresceu no bairro da Tijuca e, na adolescência, com um grupo de amigos apaixonados por música, formou o MAU (Movimento Artístico Universitário) – onde começou a cantar e conheceu o músico e compositor Ivan Lins.
No começo dos anos 70, já casada com Ivan Lins, Lucinha participou dos shows
do cantor como vocalista e percussionista. Paralelamente cantou em festivais de música brasileira e começou a gravar jingles. Vieram então os comerciais de televisão, que acabaram por revelar o belo rosto escondido atrás daquela bela voz.
Mas foi na década de 80 que Lucinha Lins se tornou conhecida nacionalmente ao vencer o Festival MPB Shell 82 com a música “Purpurina” e receber uma vaia gigantesca – a música favorita do público era “Planeta Água”, de Guilherme Arantes. (trecho da biografia extraído do site oficial http://www.lucinhalins.com.br/.

Canção brasileira nos trás o universo musical da maior compositora viva de nosso país: Sueli Costa, abre o cd “Canção Brasileira” ... quantas vezes vagueio no quarto, ou nos abres tão só, mas eu nunca fui triste, os corredores da vida eu sei de cor ..., a compositora é a única dentre tantas que consegue transpor para a canção o universo feminino, suas dores, alegrias, sonhos e desejos, entres os grandes compositores de nossa canção popular, só Chico Buarque consegue fazê-lo sem ser piegas e sem ser mulher.

Lucinha Lins no CD que para nossa sorte ainda está em catalogo na gravadora Biscoito Fino, e indispensável para qualquer colecionador de MPB, segue cantando “Vinte anos Blues’ que retrata toda a efervescência da juventude obrigada a se calar nos anos 70 e, que tinha na MPB sua grande saída, e assim segue segura por “dentro de mim mora um anjo” , “coração ateu”, “medo de amar nº 2” e fecha o disco num atrevimento só permitido às grandes interpretes de nossa canção, regrava a canção “Alma” canção que colocou definitivamente a cantora Simone entre as maiores interpretes da MPB no início dos anos 80 e tornou-se sua marca registrada. Lucinha Lins regrava mostrando-nos que um país que tem compositoras como Sueli Costa e interpretes como Simone, Bethânia e Nana Caymmi não precisa de mais nada, apenas a constatação de que as nossas ... almas tem um corpo moreno, nem sempre sereno, nem sempre emoção, feliz desta alma que vive comigo e vai onde eu sigo o meu coração ...

Não poderia deixar de lembrar as participação de Lucinha Lins no cinema e quem foi criança, adolescente, jovem, ou velho nos anos 80 não esquecerá jamais sua atuação no filme “Os saltimbancos trapalhões”, linda, com sorriso magnetizante, Lucinha Lins além de ser a mocinha da história ainda cantava de maneira cristalina as canções de Chico Buarque para nosso deleite, agora quanto às vaias do Festival de MPB da Rede Globo, oras deixemos pra lá e ouçamos o CD “Canção Brasileira”. Vale a pena.

2 comentários:

Amanda disse...

Aii sim hein! - Lucinha lins cantora boto fé! - que faça muito sucesso como ela ja faz como atriz!
Fã delaa sz by: Amanda Guilarducci *--*

danyele disse...

lucinha lins cantora ai eu sei
que vai em frente vc e maravilhosa
como atriz imagine entao como cantora sou sua fa bjssss