terça-feira, 10 de novembro de 2009

O BEIJO QUE NEY MOTOGROSSO ROUBA DOS OUVINTES.


Ouço em meus indefectíveis fones de ouvido ” ... parece me dizer / Que a noite envelheceu / Que é hora de lembrar / E de chorar ...” na voz de Ney Matogrosso, música que há muitos anos atrás tocava na rádio AM na voz de Ângela Maria e tinha uma áurea de ‘cafonisse’ Hoje ela me soa completamente contemporânea e na voz de Ney simplesmente soberana.

A próxima canção chama-se: “De cigarro em Cigarro” estrondoso sucesso na voz de Nora Ney - para quem não conhece esta cantora é bom saber que sem ela o cenário musical brasileiro, não teria Maria Bethânia e Simone, cantoras de vozes graves e encorpadas, Nora Ney foi a primeira e fora sua voz grave, era uma comunista declarada. A canção diz assim: “... Vivo só sem você / Que não posso esquecer / Um momento sequer / Vivo pobre de amor / À espera de alguém ...” brilhante escolha de Ney.

A proxima canção é uma das traduções mais populares e belas de nosso cancioneiro popular, nada mais nada menos que “Fascinação”, sim, aquela que tornou-se classico na voz de Elis Regina que entoava “... os sonhos mais lindos sonhei ...”, como se falasse ao pé do ouvido de cada um de seus ouvintes, e o que poderia parecer uma escolha menor, torna-se mais uma delicia.

Estas canções estão no CD intitulado “Beijo Bandido”, lançado há algumas semanas pela gravadora EMI, que além de contar com um repertorio e a voz impecaveis de Ney Matogrosso tem uma produção grafica caprichada que faz com que o amante da boa música se deslumbre, a capa é de uma ousadia única. Só mesmo possivel para uma estrela como Ney. Alias, acho mesmo que o Brasil é privilegiado por ter um artista tão completo.

Após o arrebatador “Inclassificaveis”, Ney Matogrosso presenteia seus inumeros fãs com um trabalho de qualidade indiscritivel. A escolha do repertorio é fascinante, passeia por várias decadas, garantindo uma unidade que poucos artistas conseguem imprimir em seus trabalhos.

Beijo Bandido certamente será transformado em DVD, assim como todos os outros trabalhos de Ney, e aí mais uma vez será impossível não sonhar com muitos beijos bandidos dados por Ney Matogrosso em nossas faces.


Paulo Gonçalo dos Santos
Historiador / Pesquisador de MPB
paulogoncalo@uol.com.br
Revisão Afetiva: André Menezes

2 comentários:

SETT VÍDEO LOCADORA disse...

Bom Dia, Caríssimo Paulo Gonçalo!
Concordo com a sua opinião quanto à poesia cantada pela Magistral Ângela Maria, agora interpretada pela linda voz do Ney. São obras musicais, verdadeiras Poesias aos nossos ouvidos. Parabéns!
Saudações e Abraços,
Marcos Mendes

Paulo Gonçalo disse...

Pois é Marcos, Angela Maria é realmente referencia. Abração