quarta-feira, 17 de março de 2010

O “ALERTA GERAL” QUE ALCIONE DEU AO BRASIL EM 1978.



* Item de Colecionador *

Era final da década de 70 - precisamente 1978 - e ela cantava assim fechando seu LP intitulado “Alerta geral” “... Nada como um dia atrás do outro / Tenho essa virtude de esperar / Eu sou maneira, sou de trato, sou faceira / Mas sou flor que não se cheira...” ela é ninguém menos que a cantora Alcione.

Este Alerta Geral virou também um programa de muito sucesso as sextas feira na rede Globo de Televisão, época emq ue mais de 90% dos televisores do brasil sintonizavam o canal, ditando assim o que deveria ser ouvido no Brasil.

Não fosse Alcione uma cantora negra vinda do nordeste brasileiro e com carreira feita na noite paulista e carioca, teria possivelmente passado despercebida no cenário do que há de melhor na canção popular brasileira, mas Alcione é uma das mairoes cantoras deste nosso pais, e consolidou isto com este impecavel album.

Alcione conhecida pelo apelido carinhoso de “Marrom” produziu um dos mairoes classicos da musica popular neste ano, juntou composições de Gilberto Gil, Candeia, Roberto Correa, Sergio Ricardo, João do Vale e outros que lhe entregaram verdadeiras perolas que ela entregou a um publico avido de musica e qualidade.

Entre tantas letras que tornaram-se classicos no decorrer destes mais de 30 anos a composição de Gilberto Gil ganha especial atenção pois retrata fielmente o que a cantora era naquele momento, honesto como sempre foi em suas composições Gil nos apresentava a Marrom através de sua propria voz dizendo assim: “... Vê, por aquela janela / Entre a sola e o salto do sapato alto dela / Vê, por ali pelo vão / Entre a sola, o salto do sapato alto dela e o chão Vê, / Como existe um abrigo / Entre a sola e o salto do sapado alto / Contra o perigo / Do orgulho, da ilusão / Basta um centímetro prum grande coração No espaço ali embaixo / Entre a sola e o salto existe a imensidão ...”

É nesta preciosidade que está registrado o que alguns consideram o maior sucesso de Alcione, a canção feita por Chico Silva e Antonio José chamada: “Sufoco”, no melhor estilo Maysa, a Marrom conquistou todos os corações que já sofreram por amor um dia, muito mais proximo do povo simples brasileiro a marrom abriu ali morada eterna em todas as casas simples deste nosso pais que adora sofrer por amor.

Paulo Gonçalo dos Santos
Historiador / Pesquisador de MPB
paulogoncalo@uol.com.br

Andre L. M. Menezes
Revisão Afetiva


video

Nenhum comentário: